L i b r a r i u m

Galerias de Fotos | Romanização  | Cultura Latina |

O Nome Romano

Constava de:
I - Praenomen: nome próprio da pessoa.
II - Nomen: nome da "gens" a que pertencia a família. O conceito de "gens" é bastante complexo e discutido, mas poderíamos dizer que gens é um conjunto de famílias aparentadas, com certos antepassados e deuses comum.
III - Cognomen: Nome da família a que pertence.

O prenome quase sempre aparece abreviado. Assim, M. = Marcus.
Às vezes, existia outro cognome ou apelido acessório, que indicava um feito em que a pessoa ou a família tivesse tomado parte ou que demonstrava a adoção legal.

Assim, por exemplo:
O nome de Cícero era:
§ M. (Marcus) - prenome que servia para distingui-lo dos outros indivíduos da mesma família.
§ Tullius - nome da gens, Cícero pertencia à gens Tullia, gens que possuía várias famílias.
Cicero - cognome que serviu para distinguir a família dele das outras da gens Tullia.

GARCEZ, Pe. Matheus Nogueira. Latim - 2a série, curso ginasial. São Paulo: Editora do Brasil S/A, 1961.