L i b r a r i u m

Galerias de Fotos | Romanização  | Cultura Latina |

Os Órgãos do Governo Durante a Realeza

          O rei - É proposto pelo Senado, depois de consultados os auspícios, e eleito pelos Comitia Curiata.Lictores com feixes de varas, símbolo do poder Tem o supremo poder (imperium). A sua chefia estende-se a todos os domínios importantes: exército, justiça, religião, relações com povos estrangeiros... Tem direito à toga de púrpura, à coroa de ouro e o ceptro, a deslocar-se em carro, na sua cadeira curul, precedido de lictores com feixes de varas, símbolo de poder. Só ele pode presidir às assembléias do povo (Comitia Curiata).
          O Senado - Os senadores são escolhidos pelo rei de entre os chefes das grandes famílias. São o conselho do rei e exercem as suas funções quando ele morre e enquanto não há novo rei. Ratificam os atos dos Comitia Curiata.
          Comícios por cúrias - A assembléia do povo (povo, nesta época, são os patrícios: populus diferente de plebs) agrupado em 3 tribos de 10 cúrias cada uma. Cúria é um grupo de famílias com um antepassado comum. Esta assembléia elege o rei, sob proposta do Senado. Tem funções judiciais e, presidida pelo Pontifex Maximus, delibera sobre assuntos religiosos. É a única assembléia até Sérvio Túlio.
          Comícios por centúrias - Surgem mais tarde, organizados por Sérvio Túlio, segundo a fortuna e em função do serviço militar que cada classe pode prestar. Decidem da paz e da guerra. Durante a república, nomeiam os magistrados superiores e funcionam como supremo tribunal em processos que podem implicar pena de morte ou exílio.